quarta-feira, 3 de agosto de 2011

A minha história


Aqui há um mês fiquei em segundo lugar num desafio proposto pela Lenah. Por causa disso, ela desafiou-me a escrever a minha história.

Eis então o que me levou a fazer dieta. 


Desde sempre que tive excesso de peso.
Quando era bebé, a médica disse à minha mãe que quando eu começasse a gatinhar, ia perder peso.
Depois era quando começasse a andar.
Depois era quando fosse para a escola.
Depois era quando começasse a ter interesse por rapazes. Depois nada. 

Sempre me mexi muito, o difícil desde muito pequena era (e ainda é) estar parada. Assim que acabava de jantar ia para a rua jogar à bola ou à apanhada e no meu bairro só havia rapazes e eu queria ser sempre melhor que eles, por isso esforçava-me muito, acreditem.
Algo não estava bem. Começaram as dores nas articulações, as dúvidas…

Descobriu-se então um problema na tiróide. Hipotiroidismo. Tinha eu 15 anos. Desde então que sou vigiada e seguida por endocrinologia e dietista. Hoje tenho 26 anos e a dieta que as já para aí 10 dietistas me deram era sempre a mesma. Quer eu estivesse no secundário, na faculdade, em estágio ou a trabalhar. Quer tivesse aulas de manhã, à tarde ou à noite. Quer tivesse que entrar às 16h00 no trabalho ou às 09h00. Por isso não acredito nas dietas das dietistas. Para mim são as chamadas "chapa cinco". Não olham para o historial médico do doente nem para o estilo de vida. Já para não falar que, quando não há resultados (isto é, perda de peso) é porque a doente (eu) come que nem uma lontra ou não faz exercício. Por isso deixei de vez a dietista há uns cinco anos.

Nunca fui assim tão pesada quanto isso. Já se sabe que tenho 1,81m e o máximo que havia pesado até há quase três anos era 95 quilos. Não estava mal. Mas há quase três anos descobriu-se outro problema de saúde (talvez um dia fale nisso) que me deitou muito abaixo a nível psicológico. Deixei-me engordar como nunca e cheguei quase aos 130 quilos. Da última vez que fui ao endocrinologista ele ameaçou com uma operação. Não quero disso. Por isso comecei esta dieta à séria assim como o meu blog para me dar força. Acreditem que se não fosse por ele e pelas minhas seguidoras (e o eventual seguidor) já tinha desistido. Mas tenho um compromisso comigo e com elas. Sei que vou conseguir. Já sinto o corpo a mudar e sinto-me bem quando faço exercício. É esta a minha história. Espero daqui por uns meses estar a dizer: "Perdi 40 quilos!" Esperem… eu não espero! Eu vou dizer! 

9 comentários:

Filipa Arez disse...

gostei muito, mesmo muito da tua história e do facto de a teres partilhado. obrigada. e concordo em pleno com tudo o que disseste, não acredito em ninguém dessa gente. Já agora partilho também a minha história: Eu sempre fui magra, magra magra que nem um carapau. até que me veio o período... como tive muito cedo, tive vários problemas de saúde associados, desde vomitar tudo o que comia, até ter de ir todos os dias, todos os meses para o hospital, etc. Engordei como uma lontra devido a esses problemas. Mas, lá fui fazendo desporto, sempre fui muito activa, como tu, e perdi tudo o que tinha ganho, infelizmente com algumas sequelas. Entretanto, fiquei novamente magra magra (para teres noção, media 1,67m e pesava 51 kg). Engordei um pouco, até aos 58kg. Depois, cresci até aos meus actuais 1,73m e achava que estava novamente gorda. E o que fiz? Toca de ir a nutricionista. Eu sempre tive alguns problemas de auto estima (agora é que nem por isso, posso dizer que ultrapassei, mas na altura tinha...) e não é que a p** me faz um plano?! Eu media 1,73m e pesava 59kg! Mas que raio de plano precisava eu?! Se ela fosse boa, mandava-me mas é para um ginásio. mas não, queria, como todos querem, ganhar dinheiro. pois bem, fiz a dieta 3 meses, voltei aos 52kg... Mas com anemia. Estava mesmo mal devido a não comer nada de jeito, só comia mesmo aquilo. Em suma, fui para o ginásio e ganhei massa muscular! E fiquei excelente! O resto... o resto um dia conto!
Desculpa o testamento!

Vais conseguir e eu também ;) ****

Benedita disse...

Fiquei sensibilizada com a tua história. E partilho contigo a necessidade de ter um blogue, e a importância que os meus seguidores têm para mim, a até como isso ajuda a minha vida.
Admiro o sentido positivo que deixaste no final desta história e vou levá-lo como incentivo para outras questões da minha vida.
Um beijinho muito grande!

Alexandra disse...

Assim é que é! Muitas vezes vamos atrás da conversa dos outros (que se estão a marimbar) e não fazemos o que é melhor para nós.
Foi preciso muita coragem para fazer o que tu fizeste e com toda a certeza, vais poder dizer que perdeste os 40kg!
:)

Isa disse...

Olá, não conhecia o teu blog mas vou passar a acompanhar-te.
Bj

Majó disse...

Força, mas muito força mesmo!!!
Tu vais conseguir!!
Bjs
Maria

Pretty in Pink disse...

Gostei muito de conhecer a tua historia, fica sabendo que tens aqui mais uma pessoa para te apoiar ;)

Beijinho*

Devaneiosdamama disse...

Gostei...tu vais conseguir...acredita, basta dar tempo ao tempo... Gostei vou acompanhar...

bjo*

Luciana disse...

Se eu consegui, tu também vais conseguir! Apenas temos de ter a noção de que a guerra nunca está ganha, só a batalha do dia a dia.
Eu tenho 1.64cm e quando tinha 20 anos pesei quase (ou mesmo 100kg). A partir do dia 6/04/2000, decidi que tinha de ir mudando e há 11 anos que tenho vindo a perder. No meu blog, isso é capaz de não ser muito "visível", mas tenho um post sobre isso em Outubro de 2010 se quiseres dar uma vista de olhos.
Parabéns por a roupa já não te servir(alusivo ao outro post!!)

Cor De Algodão Doce disse...

Parabéns pelo teu blog e pela tua história!!!
Vou ficar à espera do post em que digas que perdeste o peso que querias!
Sem dúvida que ter um blog nos ajuda e nos dá muita força!
Nunca deixes de lutar pelo que queres!

Beijinhos


http://cordealgodaodoce.blogspot.com/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...