quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Porque, infelizmente, a família não se escolhe



Aqui há uns anos, a caminho de um funeral de uma tia da santa terrinha, recebi o seguinte comentário de um primo meu que vinha no carro atrás do meu:

"És tão pesada que as rodas do carro até vinham em baixo."

E foi isto. Eu devia ter uns 14 anos (e pesava uns míseros 85 quilos) ele uns 35 (sim, trinta e cinco) e até hoje não me esqueci destas palavras.
E porquê falar nisto? Porque às vezes dentro do abrigo do meu carro ainda me lembro disto... Hoje foi um desses dias... 

Traumas parvos


5 comentários:

Panda disse...

Traumas parvos nada. Parvo foi o estúpido que te disse isso. Primo ou não, não me voltava a ver os dentes. Engraçadinhos. Para ver como essas coisas marcam que ainda hoje te lembras. Podias ter peso a mais mas ele é burro e insensível, o que para mim é consideravelmente pior. Beijinhos

* O meu cantinho * disse...

ola querida

dsc la mas que parvo que foI! e ainda por cima eras pequenina e estas coisas ficam ca dentro..

mas força minha linda nao penses nisso!!

beijoo

Ana M disse...

Quando somos crianças há certas coisas que ficam para sempre... usa isso para te dar motivação! Para lhe mostrar que ele não tem razão! Beijinho

Miss 'S' disse...

O melhor que tens a fazer é ser superior a isso. Sei que custa ouvir essas "bocas" vindas desses chico-espertos. Também já ouvi muita coisa menos agradável e consegui superar. Com o tempo vais aprender a virar a cara a essas idiotices.
Tens que pensar que tu podes emagrecer. Já a estupidez e falta de neurónios desse teu primo é irreversível ;)
Boa sorte*

Smiley disse...

Uma "amiga" disse-me algo semelhante que nunca esqueci: "não precisavas pagar o extra para o teu carro estar rebaixado, pq qdo lá entras ele fica logo rebaixado!"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...